DIA DO AUTÔNOMO - 27 DE MAIO - PROFISSIONAL LIBERAL

.
Profissional liberal ou autônomo é o profissional que presta serviços como autônomo em sua área de trabalho.

Advogados, jornalistas, dentistas, arquitetos ou psicólogos são exemplos de profissionais que podem ser liberais. Eles precisam, para poder trabalhar como profissionais liberais, obter registro de autonomia, que é conseguido na prefeitura do município onde moram.

O profissional liberal pode ainda constituir uma empresa, com finalidade de prestação de serviço, o que implica, no Brasil, fazer um contrato social, registrado em Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas. No caso de atividades mercantis - em comércio ou indústria - o registro é feito em Junta Comercial, o que caracteriza outro tipo de serviço: uma atividade mercantil.

Serviço autônomo é prestação de serviço, é a oferta de uma habilidade pessoal em troca de um valor em dinheiro. É o fornecimento de mão de obra qualificada.

As empresas do setor informal

Economia informal não se restringe apenas ao trabalhador autônomo, também existem empresas com essa característica econômica e que é bom conhecermos a estrutura.

O IBGE realizou em 1997, uma pesquisa, com o título de "Economia Informal Urbana", enfocando a situação econômico-financeira das empresas do setor informal, no Brasil e nas Grandes Regiões. De acordo com a publicação, empresas do setor informal são aquelas que não são Sociedades Anônimas e também as que se enquadram nos chamados pequenos empreendimentos. Essas empresas são classificadas de acordo com a posição de seus proprietários, que se divide em duas: empresas de conta própria e empresas de empregadores.

Os proprietários de empresas do setor informal são trabalhadores por conta própria e os empregadores com no máximo cinco empregados, desenvolvendo atividades não agrícolas.

As vantagens e as desvantagens

A primeira vantagem de ser um profissional liberal é não ficar preso às vagas do mercado de trabalho, podendo atuar na área que escolheu por conta própria. Outra vantagem, conseqüência dessa, é que você estipula seus horários e, mesmo tendo que cumprir seus prazos com o cliente, possui mais flexibilidade nesse sentido.

A desvantagem fica por conta dos impostos e encargos que, numa empresa, seriam divididos entre empregado e patrão - em se tratando de autônomo, ele paga 100% dos impostos e benefícios que lhe cabem: férias remuneradas, plano de saúde, FGTS e aposentadoria. Não poder contar com uma quantia fixa e garantida todo mês seria um ponto negativo. Por outro lado, sabe-se que, dependendo da produtividade, muitos profissionais podem vir a ganhar muito mais do que ganhariam se estivessem empregados com carteira assinada.

Os números dos profissionais autônomos:

O IBGE realiza várias pesquisas sobre trabalho. Até mesmo o Censo Demográfico 2000 levantou dados sobre o assunto e, é claro, os trabalhadores autônomos não ficaram de fora.

Abaixo, algumas tabelas sobre o trabalhador por conta-própria retiradas dos Resultados Preliminares da Amostra:



.

Nenhum comentário :

Topo