12 DE ABRIL - DIA DO OBSTETRA

O nascimento de um filho é sem dúvida uma dádiva do criador. É a certeza de que Ele, Deus, apesar de tudo, ainda continua acreditando no ser humano!


Na excelência do processo de gestação é ele, o Obstetra, que está sempre presente.

Ele acompanha a gravidez desde os primeiros dias de gestação... Orienta as mamães de “primeira viagem”, as que já estão “acostumadas”, as que “não queriam de jeito nenhum”, as que aguardavam ansiosamente a “graça recebida”, enfim, o (a) Obstetra é responsável por um dos fatos mais importantes na vida de uma mulher: a maternidade!

É dele a responsabilidade pelo Pré-Natal, que envolve desde simples exames à orientação nutricional – responsáveis pelo bom desenvolvimento do bebê e saúde da gestante.

O profissional é também responsável pelo diagnóstico e tratamento de doenças da mama e do aparelho genital feminino, além de orientar no planejamento familiar.

Àparte, uma homenagem às Parteiras

O estudo não foi seu principal aliado, mas, com certeza, a coragem, a ousadia, a prática, mesmo na ausência da teoria, a determinação e a vontade de servir ao próximo, são as melhores qualidades destas mulheres, que há séculos contribuem com o ato de fazer “dar à luz”.


Na data em que comemoramos o “Dia do Obstetra”, há que se comemorar também o “Dia da Parteira”, pois mesmo sem qualquer graduação, especialização ou treinamento, muitas delas - às vezes até sozinhas, tiveram que realizar partos difíceis e complicados, principalmente em regiões mais longínquas, dada a grande extensão territorial do país. As parteiras, sem dúvida, têm seu destaque na história da maternidade!!

O Santo Protetor

O santo protetor dos recém-nasddos é São Zenão de Verona - e já que o obstetra é, na maioria das vezes, o grande responsável pelo nascimento de um bebê, a mesma data foi reservada para homenagear este profissional. Zenão nasceu por volta do ano 300 d.C. na Mauritânia, norte da África. Conta a lenda que, ainda recém-nascido, as fadas, por travessura, o roubaram e colocaram em seu lugar uma criança extremamente feia. Ele foi bispo da cidade de Verona, na Itália e também é considerado o padroeiro das crianças que estão aprendendo a andar e também dos pescadores.


.

Nenhum comentário :

Topo