01/05/12

ANIVERSÁRIO DE FOZ DO IGUAÇU - 10 DE JUNHO

.
Foz do Iguaçu faz aniversário em 10 de junho - localizada no extremo Oeste do Paraná (Brasil), possui atualmente população estimada em 260 mil habitantes (IBGE 2010). É privilegiada pela natureza exuberante: Parque Nacional do Iguaçu, Cataratas do Iguaçu, rios Paraná e Iguaçu. Fronteira entre três nações de culturas diferentes: Brasil, Paraguai e Argentina. Grandiosas obras de engenharia - Usina Hidrelétrica de ITAIPU, Pontes da Amizade (unindo Brasil e Paraguai) e Tancredo Neves (unindo Brasil e Argentina) compõem a paisagem e unindo culturas distintas.


Conhecida internacionalmente pelas Cataratas do Iguaçu, uma das vencedoras do concurso que escolheu as 7 Maravilhas da Natureza e pela Usina Hidrelétrica de Itaipu, a segunda maior do mundo em tamanho e primeira em geração de energia, que em 1996 foi considerada uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno pela Sociedade Americana de Engenheiros Civis, FOZ DO IGUAÇU é um município brasileiro do estado do Paraná, do qual é o sétimo mais populoso, com 255.900 habitantes, conforme estimativa do IBGE.

Sua área é de 617,701 km², dos quais 61,200 km² estão em perímetro urbano. É o segundo destino de turistas estrangeiros no país e o primeiro da região sul.

Breve história de Foz do Iguaçu - Paraná - PR

Em 1881, Foz do Iguaçu recebeu seus dois primeiros habitantes, o brasileiro Pedro Martins da Silva e o espanhol Manuel Gonzáles. Pouco depois chegaram os irmãos Goycochéa, que começaram a explorar a erva-mate. Oito anos após, foi fundada a colônia Militar na fronteira - marco do início da ocupação efetiva do lugar por brasileiros e do que viria a ser o município de Foz do Iguaçu.

Em 1910 a Colônia Militar passou à condição de "Vila Iguassu", distrito do Município de Guarapuava. Dois anos depois, o Ministro da Guerra emancipou a Colônia tornando-a um povoamento civil entregue aos cuidados do governo do Paraná, que criou então a Coletoria Estadual da Vila. Em 14 de março de 1914, pela Lei 1383, foi criado o Município de Vila Iguaçu, instalado efetivamente no dia 10 de junho do mesmo ano, com a posse do primeiro prefeito, Jorge Schimmelpfeng, e da primeira Câmara de Vereadores. O município passou a denominar-se "Foz do Iguaçu", em 1918

- O ponto de partida para o povoamento foi a instalação, a 23 de novembro de 1889, na margem do rio Paraná, a seis quilômetros do Foz do Iguaçu, de uma colônia militar dirigida pelo engenheiro militar José Joaquim Firmino, ao qual se deveu a abertura, quando na chefia de uma unidade do Exército, de uma picada de 60 léguas através da selva. Antes de findar o ano de 1889 já se encontrava no local 188 paraguaios, 93 brasileiros, 33 argentinos, 5 franceses, 2 uruguaios, 2 espanhois e 1 inglês, no total de 324 pessoas.

- Região encravada em plena mata, foi lenta a sua evolução econômica e demográfica, em virtude, sobretudo, do longo trajeto a percorrer para atingir Guarapuava e outros centros mais adiantados. Somente quando se intensificou a colonização européia no Estado do Paraná para ali afluíram novos moradores, em maioria colonos italianos e alemães que se dedicaram a extração de madeiras e cultivo de erva-mate. Nas colônias de Santa Helena e Sol de Maio surgidas a essa altura, encontravam-se inúmeros descendentes de estrangeiros originários do Rio Grande do Sul. Em outra. Localidade, a colônia inglesa, registrava-se a presença de ingleses, italianos, alemães, e seus descendentes.

- Em 1905, chegava a Iguaçu a linha telegráfica, como remate de um trabalho iniciado anos antes. Emancipada a colônia Militar, em 1912, passou a localidade à administração das autoridades de Guarapuava, situação que se manteve até 1914, quando foi elevada à categoria de vila, com território desmembrado daquele município. Em 1917, verificou-se a elevação da vila a cidade.


- Iguaçu é topônimo indígena, podendo ser decomposto, na forma, original, em ig (água) e açu (grande), donde, por acréscimo de uma vogal, a atual denominação. Seus habitantes são designados usualmente pelo gentílico iguaçuenses.

- Localizado na conjunção dos rios Paraná e Iguaçu, nos limites com duas repúblicas irmãs- Paraguai e Argentina - desempenha Foz do Iguaçu papel de relevo na interligação comercial com aqueles países e na política de boa vizinhança continental.

- Gentílico: iguaçuense

Formação Administrativa:

- Distrito criado com a denominação de Iguassu, pela lei estadual lei estadual nº 971, de 09-04-1910, subordinado ao município de guarapuava.

- Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Iguassu figura no município de Guarapuava.

- Elevado à categoria de vila com a denominação de Iguassu, pela lei estadual nº 1383, de 14-03-1914, desmembrado de Guarapuava. Sede da antiga colônia de foz de Iguassu. Constituído do distrito sede. Instalado em 10-06-1914.

- Elevado à condição de cidade, com a denominação de Foz do Iguaçu, pela lei estadual nº 1658, de 03-03-1917.

- Nos quadros de apuração do recenseamento geral de I-IX-1920, o município é constituído de 3 distritos. Foz do "Iguassu", Artaza e Guaíra.

- Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede.

- Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 2 distritos: Foz do Iguaçu e Guaíra.

- Pelo decreto-lei estadual nº 7573, de 20-10-1938, o distrito de Guaíra foi extinto, sendo seu território anexado ao distrito sede do município de foz do Iguaçu. Sob a mesma lei é criado o distrito de Cascavel.

- No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 2 distritos: Foz do Iguaçu e Cascavel.

- Pelo ato das disposições constitucionais transitórias promulgado a 18-09-1946 (art. 8º), foi extinto o território do Iguaçu, sendo que pelo decreto-lei estadual do Paraná nº 533, de 21-11-1946, foram restabelecidos o município e comarca de Foz do Iguaçu nesse Estado, com organização administrativa e judiciária ao tempo de sua incorporação ao extinto território do Iguaçu.

- Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 2 distritos: Foz do Iguaçu e Cascavel.

- Pela lei estadual nº 790, de 14-11-1951, desmembra do município Foz do Iguaçu o distrito de Cascavel. Elevado à categoria de município.

- Pela lei municipal nº 99, de 31-07-1953, são criados os distritos de Gaúcha ex­povoado de São Miguel do Iguaçu e Matelândia e anexados ao município de Foz do Iguaçu.

- Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 3 distritos: Foz do Iguaçu, Gaúcha e Matelândia.

- Pela lei estadual nº 355, de 06-09-1958, é criado o distrito de Medianeira e anexado ao município de Foz do Iguaçu.

- Pela lei municipal nº 230, de 29-10-1959, é criado o distrito de Santa Terezinha e anexado ao município de Foz do Iguaçu.

- Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 5 distritos: Foz do Iguaçu, Gaúcha, Matelândia, Medianeira e Santa Terezinha.

- Pela lei estadual nº 4245, de 25-07-1960, desmembra do município de Foz do Iguaçu, os distritos de Matelândia e Medianeira. Ambos elevados à categoria de município.

- Pela lei estadual nº 4338, de 25-01-1961, desmembra do município de Foz do Iguaçu, o distrito de São Miguel do Iguaçu ex-Gaúcha. Elevado à categoria de município.

- Em divisão territorial datada de 31-12-1963, o município é constituído de 2 distritos: Foz do Iguaçu e Santa Terezinha.

- Pela lei municipal nº 431, de 01-01-1965, é criado o distrito de Alvorada do Iguaçu e anexado ao município de Foz de Iguaçu.

- Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 3 distritos: Foz de Iguaçu, Alvorada de Iguaçu e Santa Terezinha.

- Pela lei estadual nº 7572, de 03-05-1982, desmembra do município de Foz de Iguaçu o distrito de Santa Terezinha. Elevado à categoria do município.

- Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988, o município é constituído de 2 distritos: Foz de Iguaçu e Alvorada de Iguaçu.

-Assim permancendo em divisão territorial datada de 14-V-2001.

Alteração toponímica municipal

- Iguaçu para Foz do Iguaçu alterado, pela lei estadual nº 1658, de 03-03-1917.


Usina Hidrelétrica de Itaipu


A construção da Usina Hidrelétrica de Itaipu, iniciada na década de 1970, causou fortes impactos em toda a região, aumentando consideravelmente o contingente populacional de Foz do Iguaçu. Em 1960 o município contava com 28.080 habitantes, em 1970 com 33.970 e em 1980, 136.320 habitantes, registrando um crescimento de 385%. O Censo de 2010 indicou uma população de 256.081 habitantes.




Clima

O clima é subtropical úmido. A cidade tem uma das maiores amplitudes térmicas anuais do estado, cerca de 11°C de diferença média entre o inverno e o verão - isto deve-se a uma menor influência da maritimidade do que a que ocorre em outros municípios. Por isso os verões costumam ser muito quentes, com máximas médias em torno dos 35°C, por vezes chegando a superar a marca dos 42°C e os invernos apesar de, na média, serem considerados amenos, ocorrem quedas bruscas de temperaturas que podem chegar abaixo de zero durante a passagem de frentes frias. As chuvas costumam ser bem distribuídas durante o ano, com uma pequena redução no inverno.

Relevo

Localizado no extremo oeste do terceiro planalto paranaense, sendo o município mais a oeste do Paraná. O relevo é suavemente ondulado, o que contribui muito para o desenvolvimento da agricultura. Sua altitude varia em torno dos duzentos metros. A oeste do município corre o rio Paraná, ao sul o rio Iguaçu, ao norte fica o Lago de Itaipu e a sudeste o Parque Nacional do Iguaçu, uma das últimas reservas de mata nativa intacta que existem no Paraná. No sudoeste de Foz os Rios Iguaçu e Paraná se unem, formando a tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai.

Economia

As principais fontes de renda de Foz do Iguaçu são o turismo e a geração de energia elétrica.
Foz do Iguaçu é a 4º economia do estado com PIB de 5.467.714.000, atrás de Curitiba, Araucária e Londrina e a 62º do Brasil.


Turismo

Foz do Iguaçu é conhecida internacionalmente por suas atrações, que trazem visitantes do Brasil e do mundo. A mais famosa delas é o conjunto de quedas denominadas Cataratas do Iguaçu, no Parque Nacional do Iguaçu (Patrimônio Mundial Natural da Humanidade tombado pela UNESCO).

A base da economia da cidade é o turismo, que alavanca também o comércio e a prestação de serviços na região. É o segundo destino de turistas estrangeiros no país e o primeiro da região sul.

A Hidrelétrica Binacional de Itaipu (maior hidrelétrica do mundo em produção anual de energia), o Marco das Três Fronteiras, a foz do Rio Iguaçu no Rio Paraná (área onde as fronteiras da Argentina, Brasil e Paraguai se encontram), a Ponte Internacional da Amizade (divisa entre Brasil e Paraguai) e Ponte da Fraternidade (divisa entre Brasil e Argentina), o Parque das Aves (com aproximadamente 900 aves de 150 espécies), entre outras.

Educação

Recentemente foi escolhida para alocar a Universidade Federal da Integração Latino-Americana. A Universidade é uma instituição de ensino superior preocupada com a criação de um ambiente multicultural e interdisciplinar capaz de produzir profissionais e pesquisadores voltados para o desenvolvimento econômico, social, cultural e político da região, num espírito de igualdade entre todos os povos e culturas do continente.

Foz do Iguaçu possui o melhor IDEB nacional entre as cidades com mais de 300 mil habitantes. No ENEM de 2008, a cidade esteve em 33º lugar entre os municípios com mais de 200 mil habitantes.

Cultura

Provenientes de diversas partes do mundo. Os principais grupos étnicos de Foz do Iguaçu são italianos, alemães, hispânicos (argentinos e paraguaios), chineses, ucranianos, japoneses e libaneses, que possuem na cidade, a segunda maior comunidade libanesa do Brasil. Em termos proporcionais, possui a maior comunidade islâmica do Brasil.

Foz do Iguaçu por se situar na fronteira, apresenta uma grande circulação de mercadorias contrabandeadas, drogas e armas, o que gera diversos problemas sociais, principalmente a violência. Foz do Iguaçu possui uma taxa de homicídios muito alta, levando-se em consideração o tamanho da cidade.


Gastronomia

o Dourado (peixe de escamas encontrado no Rio Paraná) Assado faz grande sucesso na gastronomia local. Anualmente, acontece o Concurso do Dourado Assado, atraindo milhares de pessoas. Em Foz do Iguaçu, encontram-se diversos estilos de restaurantes, de variadas gastronomias, inclusive os tradicionais fast foods. A culinária libanesa também recebe o seu destaque em Foz do Iguaçu, que possui vários estabelecimentos neste segmento, com destaque para o shawarma, um sanduíche feito com carne ou frango, muito apreciado por moradores e turistas.

Infraestrutura

Além das conhecidas atrações turísticas, conta com uma grande variedade de restaurantes, churrascarias, bares e casas noturnas e também o maior shopping center do oeste paranaense o "Cataratas JL Shopping", com mais de 48,500 m² e 140 lojas. O acesso rodoviário é feito pela BR-277, cujo término se dá na Ponte da Amizade. Foz do Iguaçu conta com um dos maiores parques hoteleiros do Brasil, além de um aeroporto internacional, servido pelas principais companhias aéreas nacionais e algumas internacionais.

Foz do Iguaçu é uma das Mercocidades brasileiras. Juntamente da cidade paraguaia de Ciudad del Este e da argentina Puerto Iguazú, formam uma área urbana conhecida na região como Tríplice Fronteira, sendo caracterizadas portanto como "Tri-Cidades".

(Fontes:IBGE-EMBRAPA-Ministério do Turismo e outros)
(Data: TRT-Paraná: http://www.trt9.jus.br/internet_base/calendariocon.do?evento=F9-Pesquisar&fwPlc=s).

Para receber atualizações das matérias:
Digite seu e-mail:


Você receberá um e-mail de confirmação, é só seguir o link e confirmar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Analytics