21/09/11

DIA DO AUDITOR INTERNO - 20 DE NOVEMBRO

.
A Auditoria Interna tem como princípio a avaliação administrativa permanente, a serviço da melhoria contínua, tendo caráter preventivo no sentido de minimizar riscos e estabelecer controle sobre as atividades. "Promover o desenvolvimento administrativo da Unicamp através da auditoria preventiva e propositiva, assessorando a alta administração na busca da eficiência e eficácia organizacional" é a missão da AUDINT.

No dia 20 de novembro é comemorado o Dia do Auditor Interno. Esta foi a data da fundação do Instituto dos Auditores Internos do Brasil – AUDIBRA, em 1960 em São Paulo. A instituição representa os Auditores Internos, proporcionando capacitação e desenvolvimento para os profissionais da categoria.

O título de Auditor deriva da palavra "audire", que significa ouvir. Os primeiros Auditores foram representantes do governo que ouviam as informações prestadas pelos coletores de impostos, e davam seu parecer.

O trabalho de um Auditor Interno é muito amplo, pois abrange vários setores da empresa. Consiste em verificar e avaliar sistemas e procedimentos, o cumprimento das normas internas, a necessidade de melhoria ou adequação das normas vigentes etc. A atuação do Auditor Interno é de fundamental importância, pois quem exerce essa função desenvolve a macro visão de toda a organização onde atua, passando por todos os processos e suas correlações.

Na Unicamp, a Auditoria Interna (AUDINT) foi criada pela Resolução GR nº 94/01, em 27/11/2001. Entretanto, o início das atividades se deu em meados de 2002. São ao todo seis profissionais que atuam em conjunto, sendo quatro Auditores, um Coordenador e uma Secretária.

Até o momento, a AUDINT já atuou em quase todas as Unidades, realizando cerca de 219 relatórios nas mais diversas áreas, passando por Órgãos, Centros, Núcleos, Administração Central e Área da Saúde, sempre focada em assuntos administrativos.

Como principal atividade, os profissionais têm em foco, a execução do PAA - Plano Anual de Auditoria, elaborado no mês de outubro do ano anterior, contendo os assuntos que serão objeto de auditoria. Além disso, também é reservado um espaço para as solicitações de auditorias especiais, que não estão previstas no plano anual. "Nós temos a orientação do Pró-Reitor de privilegiar qualquer pedido de auditoria especial.

Todas as auditorias abrangem as mesmas etapas: familiarização com o tema auditado, aplicação dos testes, elaboração dos relatórios e apresentação para o responsável da área. Estudar o planejamento estratégico, o plano de certificação, os procedimentos e os controles adotados pela Unidade/Órgão selecionada também faz parte do processo de realização de auditoria.

Os Auditores seguem o Plano Anual, auditam os setores, sugerem as mudanças e geram relatórios que são o coroamento do trabalho. Porém nem sempre têm retorno sobre a aplicação das sugestões pela Unidade/Órgão, o que causa certa frustração. A equipe ressalta que não há nenhuma penalidade para as Unidades que não seguem as orientações, pois o caráter do trabalho do auditor interno na Universidade é de prevenção, e não punição. "Uma das coisas que nós passamos de modo geral, que caracteriza muito a ação do auditor interno em qualquer organização, seja pública ou particular, é a Unidade não ter condições ou oportunidades para dar consequência às nossas recomendações.

(unicamp.br/profissaoemfoco/auditor_interno)

Para receber atualizações das matérias:
Digite seu e-mail:


FeedBurner-Google
Você receberá um e-mail de confirmação, é só seguir o link e confirmar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Analytics