DIA DO CÃO - 04 DE OUTUBRO - Amigo, Cão-guia

O cão é o melhor amigo do homem. Por isso foi criado o "Dia do Cão", que é celebrado no dia 4 de outubro. Nesse dia, todos os cães ganham presentes de seus "tutores" humanos - a utilização da palavra "dono" não é aceita pelos cinófilos, que tratam seus cães como amigos ou até mesmo como filhos, nunca como propriedade.

Quando pensamos em um cão, vemos aquela imagem do animal companheiro, brincalhão e totalmente peralta. Além de transbordar vida e amor para todos, eles podem fazer diversas coisas sensacionais. Entre elas, ser um ótimo cão-guia.

Cão-guia

A forma como os cães-guia surgiram perdeu-se no tempo. Porém, a primeira real tentativa de se treinar um cão para guiar deficientes visuais, data de mais ou menos 1780, em Paris. Nessa mesma época, Josef Riesinger, um cidadão de Viena, treinou tão bem seu cão que as pessoas duvidavam com frequência de sua cegueira.

A história moderna dos cães-guia se inicia durante a 1ª Guerra Mundial, quando milhares de soldados voltaram cegos da batalha. Um músico alemão teve a ideia de treinar um grande número de cães para auxiliar estes soldados. A partir de então, várias escolas foram criadas e até hoje trabalham em prol de deficientes visuais pelo mundo todo.

Dia do cão - 04 de outubro

Em quase todos os países a presença dos cães-guia é aceita em locais públicos. Eles estão totalmente habilitados a ir a qualquer lugar com seus utilizadores. Para isso, com o treinamento adequado, os cães-guia devem saber:

=> Seguir em uma rota direta, ignorando qualquer tipo de distração, como outros animais, pessoas e odores
=> Manter sempre um passo firme, à esquerda e um pouco à frente do seu acompanhante. Desta forma, não há conflitos ao andar
=> Parar em todos os meio-fios até receber ordem para prosseguir
=> Virar para todos os lados, quando ordenado
=> Reconhecer e evitar obstáculos
=> Parar no pé e topo de escadas
=> Levar seu acompanhante aos botões do elevador
=> Deitar em silêncio quando o acompanhante estiver sentado
=> Ajudar o acompanhante a subir e movimentar-se em qualquer transporte público.

Além dessas qualidades, um cão-guia deve ter a percepção para desobedecer qualquer comando que coloque o acompanhante em perigo. Esta habilidade é chamada de desobediência seletiva. Sem dúvida, este é o aspecto mais interessante sobre os cães-guia, pois conseguem equilibrar obediência com sua própria avaliação da situação.

Esta capacidade é extremamente importante em faixa de pedestres. Quando alcança o meio-fio, o cão pára, sinalizando ao acompanhante que ele chegou à faixa de pedestres. Os cães não podem distinguir as cores do semáforo, portanto o acompanhante deve tomar a decisão de quando é seguro atravessar a rua. O acompanhante escuta o fluxo de trânsito para deduzir quando o sinal mudou e dá o comando para “seguir”. Se não há perigo, o cão atravessa a rua em uma linha reta. Se há carros se aproximando, o cão espera até o perigo passar e depois segue o comando para prosseguir.

Com a experiência, um cão-guia é até capaz de conhecer os destinos habituais de seu dono. Tudo o que o acompanhante tem que dizer é “vá para o escritório” ou “vá para o correio”, que ele seguirá a rota completa.

Parabenizemos, portanto, esses cães e seus treinadores, que proporcionam uma grande melhoria na vida dos deficientes visuais.

Para receber atualizações das matérias:
Digite seu e-mail:


FeedBurner
Você receberá um e-mail de confirmação, é só seguir o link e confirmar.

0 Comentários : sobre DIA DO CÃO - 04 DE OUTUBRO - Amigo, Cão-guia

(Se estiver usando o Chrome, acione aqui e vá ao topo da página)

Loading...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

© 2011 Portal Escola | Todos os direitos reservados - Designed by BTN