06/08/11

BIOLOGIA - URSOS - Espécies, Hábitos, Pré-história, Habitats, Alimentação

Embora os Ursos sejam classificados como carnívoros, as diferentes espécies variam muito em seus hábitos alimentares. Tem caráter solitário e os laços familiares só existem entre a fêmea e suas crias.

O urso é mamífero e se caracteriza por ter um corpo pesado, a cauda curta e as orelhas pequenas e arredondadas. Os ursos são plantígrados (o calcanhar e a planta tocam no solo ao caminhar, como nos seres humanos), e os pés posteriores têm cinco dedos.

Tipos e habitats

Podem ocupar uma grande variedade de habitats, mas a perseguição a que são submetidos pelos seres humanos os tem relegado às zonas mais afastadas e selvagens das montanhas e florestas euro-asiáticas e americanas, e ao oceano Ártico.

Ursos na neve

As espécies atuais de ursos são: o urso branco (ou polar), o urso pardo (foto acima), o urso negro americano, o urso negro asiático (ou urso tibetano), o urso malaio, o urso beiçudo e o urso-de-óculos.

Classificação científica

Família - Ursídeos
Ordem - Carnívoros
Espécie - Várias

Pré-história

Havia um urso originário da América do Norte; o Agriotherium (animal selvagem), que hoje é extinto, assim como o Ursus spelaeus, que era um urso das cavernas, e foi o maior mamífero carnívoro conhecido. Competia com o homem paleolítico pela posse das cavernas e muitas vezes saía ganhando.

Urso Beiçudo e Urso Malaio

O Urso Beiçudo recebe esse nome porque seu focinho é longo e os lábios, muito móveis, são empregados para capturar os cupins dos quais se alimenta. Habita as florestas tropicais da Índia e do Sri Lanka.
Nome científico - Melursus ursinus.
O Urso Malaio tem o pêlo de cor negra, com uma mancha sobre o peito, de forma irregular, branca ou amarela, e se estende desde a China até a Indochina.

Nome científico - Helarctos malayanus

Urso Cinzento

Também denominado "grizzly", habita as Montanhas Rochosas. Ameaçado com a presença do homem, se deslocou ainda mais para o Norte; ali, está bem em vésperas do desaparecimento, o que se tenta evitar nas reservas florestais.

Urso Pardo

Pertencem a uma única espécie e se distribuem pela América do Norte, Europa e Ásia. Encontra-se presente na península Ibérica, precisamente nos Pirineus e na cordilheira Cantábrica. Na Espanha, está em perigo de extinção. É uma das maiores espécies de ursos e se caracteriza por apresentar uma grande variação não somente no tamanho, mas também no peso, no tom e aspecto da pelagem. É o mais temível dos ursos, na idade adulta pode assumir 1,20 m de altura até a cernelha (junção das espáduas e cabeça do animal), e um comprimento total de 2 a 3 metros. Quando estão armazenadas as reservas alimentares para a hibernação, podem pesar até meia tonelada. Está adaptado a viver em habitats muito distintos e a comer muitos tipos de alimentos.

Ursos

Nome científico - Ursus arctos.

Urso-de-Óculos

Também chamado de Urso Andino, Cara Rajada, Umari ou Uyutchine. Ele vive na América do Sul e caracteriza-se pela presença de manchas faciais que costumam rodear os olhos, como se usasse óculos, formando um anel, completo ou não. As patas têm cinco garras, curtas e afiadas, que usa para trepar em árvores e para despedaçá-las quando está em busca de insetos.

Nome científico - Tremarctos ornatus.

Urso Negro Americano

Este urso é muito abundante na América do Norte, desde o Alasca até o México e a Flórida. Apresenta uma grande variabilidade na cor de sua pelagem que vai do preto ao cinza-avermelhado, e no peito costuma ter uma mancha branca em forma de estrela. O corpo é largo e grande (2 metros), e os pés são pequenos e as orelhas grandes. É incapaz de subir em árvores. Está adaptado a viver em ambientes diferentes e pode hibernar durante sete meses, quando o alimento escasseia. Tem uma dieta onívora (come de tudo).

Nome científico - Euarctos americanus.

Urso Tibetano

Também conhecido por Urso Negro Asiático, espécie de urso distribuída pela Ásia, desde o Japão até o Paquistão. A pelagem do corpo é preta e bastante longa no pescoço e nos ombros e apresenta uma mancha branca sobre o peito (algumas vezes pardacenta) em forma de V. São considerados animais muito agressivos e perigosos.

Nome científico - Selenarctos thibetanus.

Para receber atualizações das matérias:
Digite seu e-mail:


FeedBurner
Você receberá um e-mail de confirmação, é só seguir o link e confirmar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Analytics