18/07/11

ANIVERSÁRIO DE VITÓRIA - 08 DE SETEMBRO - HISTÓRIA, DADOS, COSTUMES, TURISMO

.
Características de Vitória-ES

Município formado por 34 ilhas, sendo a principal e a maior a ilha de Vitória, na baía de Vitória, com área de 28,04 km2, e uma área continental, é o centro comercial mais importante do Estado, exportando açúcar, café, madeira, arroz e mandioca e grande parte da carga de minérios dos Estados de Minas Gerais e do Pará.

A Ilha de Vitória é uma Cidade Porto situada na Baía do Espírito Santo, ligada à terra firme através de uma ponte. É um prolongamento do relevo continental circundada por numerosos terrenos de mangues e restingas.

Conhecida por sua beleza, guarda sua história nas construções coloniais, nos antigos fortes e igrejas e várias tradições seculares além de oferecer lindas praias, urna vida noturna intensa e infra-estrutura hoteleira e restaurantes de padrão excelente.

Praia da Costa - Vila Velha - Grande Vitória

A Cidade se divide em Alta, onde se localizam os monumentos históricos e reservas de área verde; e Baixa, onde estão o comércio, os portos e as praias. Elas se ligam através de escadarias.
Além disso, seus parques, praças e a piscosidade de seu mar - considerado o maior pesqueiro de marlins do mundo - atraem turistas.

História

Vitória surgiu devido aos ataques frequentes dos índios, franceses e holandeses à Vila Velha, Capital da Capitania do Espírito Santo. Os Portugueses resolveram, então, mudar a Capital e escolheram uma ilha próxima ao continente, a Ilha de Guanaaní, como chamavam os índios, e a batizaram de Ilha de Vitória. Nasce, em 1551, a Cidade de Vitória, nome em alusão à vitória numa grande batalha contra os índios Goitacases.

Até o século passado, os limites de Vitória eram o atual Forte de São João, onde está localizado hoje, o Clube de Regatas Saldanha da Gama, próximo ao Centro da Cidade, e o morro onde funciona atualmente o hospital da Santa Casa de Misericórdia, no Bairro Vila Rubim. A cidade foi construída nas partes altas da Ilha dando origem a diversas ruas sinuosas e estreitas. A parte de baixo sujeita a ataques e por isso foram construídos vários fortes à beira mar, fazendo de Vitória uma praça forte.

Em 1823, foi elevada a Cidade mas seu isolamento insular evitava seu desenvolvimento. A partir de 1894, com a riqueza vinda do café, iniciou-se uma série de aterros nas partes baixas, modificando o formato da Ilha e modernizando-a.
Construi-se escadarias para ligar a parte baixa da Cidade com a parte alta. Surgiram diversos bairros, derrubou-se casarões, melhorou-se o saneamento.

Em 1941 surgiu o primeiro cais e em 1927 a ponte que liga ao continente. desenvolveu-se o porto.

Em 1949 os aterros continuaram e se formaram as amplas avenidas. A partir daí tornou-se o maior centro politico-administrativo do Espírito Santo.

Na década de 70, o Porto de Vitória se tornou um dos mais importantes do País e a industrialização se desenvolveu. Essa modernização fez com que desaparecessem quase todos os vestígios da Colônia e do Império.

Dados da Cidade de Vitória

Vitória - Espírito Santo

População - 313.312 habitantes (Censo IBGE 2005)
Limites - Serra, Vila Velha, Cariacica e Oceano Atlântico
Economia - Exportação
Habitante - Vitoriense
Temperatura média anual - 24°C
Área - 81 km²
Altitude - 3 m
Divisão Administrativa - Vitória-sede e Goiabeiras
Distância de Brasília - 1.224 km
Código DDD - 27
CEP - 29000-000
Data da Fundação - 8 de setembro de 1551

Como chegar

Partindo de Belo Horizonte-MG - BR-262 e o trem pela ferrovia da Companhia Vale do Rio doce.
Partindo do Rio de Janeiro - BR-101
Partindo de Salvador - BR-324, fazendo prolongamento com a BR-101

Aeroporto Eurico Sales - (Aeroporto Goiabeiras)

Festas

Torneio Costa Brasil de Pesca Oceânica - Janeiro e Fevereiro
Escola de teatro e Dança - FAFI - Janeiro
Desfile das Escolas de Samba - Uma semana antes do Carnaval.
Regatas na Baía de Vitória - Fevereiro
Festa da Penha - 8° dia após o domingo de Páscoa
Procissão Marítima de São Pedro - 29 de junho
Procissão de Nossa S. da Boa Morte - 14 de agosto
Procissão de Nossa S. da Assunssão - 15 de agosto
Festa da Cidade - 8 de setembro
EXPOES - Exposição Agropecuária - Setembro
Vitória Cine Vídeo - Novembro
Torneio Costa Brasil de Pesca Oceânica - Novembro e dezembro
Festa de São Benedito - 27 de dezembro

Sites Municipais

Prefeitura Municipal de Vitória
http://www.vitoria.es.gov.br
Associação Vitoriana de Ensino Superior
http://www.favi.br
Câmara Municipal de Vitória
http://www.cmv.org.br
Centro de Ensino Superior de Vitória
http://www.cesv.br
Centro Federal de Educação Tecnológica do E.S.
http://www.cefetes.br
Companhia Estadual de transportes Urbanos
http://www.ceturb.gov.br
Escola Sup. de Ciências da Stª Casa de Misericórdia
http://www.emescam.br
Faculdade Batista de Vitória
http://www.fabavi.br
Faculdade Brasileira
http://www.univix.br
Faculdade Cândido Mendes de Vitória
http://www.candidomendesvitoria.br
Faculdade de Ciências Econômicas de Vitória
http://www.facev.com.br
Faculdade de Ciências Humanas de Vitória
http://www.humanas.br
Faculdade de Farmácia e Bioquímica do E.S.
http://www.fafabes.es.gov.br
Faculdade Estácio de Sá de Vitória
http://www.fesv.br
Faculdade Ítalo-Brasileira
http://www.fibnet.com.br
Faculdade J. Simões de Ensino Superior
http://www.jsimoes.edu.br
Faculdade Nacional
http://www.finac.br
Faculdade Novo Milênio
http://www.novomilenio.br
Faculdade Salesiana de Vitória
http://www.salesiano.com.br
Faculdade São Camilo-ES
http://www.fafice.br
Faculdades Integradas de Vitória
http://www.fdv.br
Faculdades Integradas Espírito-Santenses
http://www.faesa.br
FAVI - Faculdade Vitoriana
http://www.favi.br
FUCAPE - Fundação Capixaba de Pesquisas
http://www.fucape.br
Universidade Federal do Espírito Santo
http://www.ufes.br
UNIVES - Faculdade de Ciências e Educação do E.S.
http://www.unives.edu.br
UVV - Faculdade de Vitória
http://www.uv.br

Consulados

Áustria
Rua Joaquim Lírio, 401 B - Praia do Canto - 2523-2183
Bélgica
Rua Marcelino Duarte, 48, sl. 905 - 2223-5047
Chipre
Rua da Grécia, 320 - Praia do Canto - 2227-5499
Espanha
Rua Aristides Freire, 22 - Centro - 2223-1399
Finlândia
Av, Nossa Ssenhora dos Navegantes, 675 - Enseada do Suá - 3325-4066
Itália
Av. Vitória, 2.084 - Jucutuquara - 2200-2600
Polônia
Rua Lauro Soares Machado, c/12 - Mata da Praia - 2225-4311
Senegal
Av. Nossa Senhora da Penha, 2.053 - 8º andar - Santa Luiza - 3334-5600
Uruguai
Av. Princesa Izabel, 574 - Bloco A - centro - 3355-4540

Porto de Vitória ES

Turismo

Praia de Camburi - Praia urbana, situada ao norte de Vitória, com 5km de extensão, termina no Porto de Tubarão. É a única da parte continental. Tem areia fina e clara e suas ondas são fracas na parte inicial se tornando mais fortes na parte final, onde é ótima para o surfe. é a mais conhecida e a maior da Cidade. Em sua orla encontram-se diversos quiosques, hotéis, restaurantes, além de toda uma infra-estrutura de lazer. Possui calçadão com pista de cooper e professores para orientação dos exercícios.
Tem agitada vida noturna. Nela acontecem eventos esportiivos nacionais e internacionais. Propícia à pesca de arremesso.

Praia do Canto / Praia do Aterro - De águas calmas, propícia à pratica de esportes náuticos, é um dos locais mais nobres de Vitória. situada a 6 km do centro da Cidade, ao lado do Iate Clube do Espírito Santo. Possui um aterro e uma praça ( a dos Namorados), com quadras esportivas, rinque de patinação, lanchonetes e um moderno shopping center. Aos sábados e domingos abriga uma feira de artesanato e anualmente, uma etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Ford/Chevrolet e o Campeonato Internacional de Pesca Oceânica, que reúne os maiores pescadores de Marlin Azul e de Marlin Branco. Nela encontra-se a Ponte Desembargador Paes Barreto, que dá acesso à Ilha do Frade.

Praia da Curva da Jurema - Urbana, situada na parte leste da Cidade, próxima à Praia do Canto e ao Shopping Vitória, na enseada do Suá, é um ambiente artificial, formado por aterro. Uma das mais movimentadas da cidade. Possui faixa de areia de 800 m de extensão e águas calmas.
Local propício à pratica de esportes náuticos como jet-ski e vela, sendo palco do Campeonato de canoagem oceânica. A pesca é permitida de 17:00h às 09:00h, sendo que os peixes mais frequentes são a carapeba, a samendoara e a guaivira. Mensalmente, 5ª feira, acontece o Cinema na Praia, quando milhares de pessoas se instalam na areia para assistir a sucessos do cinema nacional.

Praia da Castanheira - Praia da Ilha do Frade, com águas límpidas e calmas, formando pequenas piscinas naturais entre pedras, ótimas para crianças. É a menos de Vitória, com 120 m de extensão. Ótimo local para a prática de mergulho e pesca de arremesso. Seu acesso se faz através de uma ponte e uma pequena caminhada entre a vegetação e as pedras.

Praias da Enseada do Suá - Prais nativas, onde se encontra a Ponte Castelo Mendonça, popularmente conhecida como Terceira Ponte, que liga Vitória ao Município vizinho de Vila Velha.

Ilha do Boi - Distante 7 km do Centro da Cidade, é um dos bairros mais nobres de Vitória. Está ligada à Ilha de Vitória por um aterro. Apresenta duas pequenas praias, muito frequentada pelos moradores da Ilha, com águas claras e vista panorâmica da Baía, parecendo uma piscina natural, rodeada de morros e belas mansões. Propícia à pesca de arremesso.

Ilha do frade - Com 38 km² de extensão, a 8 km de distância da Ilha de Vitória à qual está ligada pela ponte Desembargador Paes Barreto, é toda cercada de pedras e possui duas pequenas enseadas que formam a praia das Castanheiras.

Forte São João - Construção de 1837, foi a única fortificação que se preservou na ilha, das quatro que existiam. Mantém alguns detalhes da época da colonização e canhões. Abrigou o Cassino Trianon e atualmente é a sede do Clube de Regatas Saldanha da Gama, no centro da cidade.

Palácio Anchieta - Construção do século XVI, originada da Igreja de São Tiago, construída pelos padres jesuitas em 1551. Até 1760, abrigou o Colégio de São Tiago, passando depois a ser ocupado pelo Governo da Província e, finalmente, pelos Governadores do Estado, o que se mantém até os dias de hoje. Guarda o túmulo do Padre Anchieta.
Fica na Praça João Clímaco, s/n no centro - 3322-0111

Palácio Domingos Martins - Construção de 1912, no local da antiga Igreja da Misericórdia do século XVII, em estilo eclético rico em detalhes. Sediou a Assembléia Legislativa do Estado. Tombado pelo Patrimônio Histórico Estadual. Homenageia o herói capixaba da Revolução Pernambucana, Domingos José Martins, morto em 1817.
Está situado na Cidade Alta - centro - 3322-0055

Palácio Jerônimo Monteiro - Construção que abriga a Prefeitura Municipal, localizado na Av. Marechal Mascarenhas de Morais, também conhecida como Av. Beira Mar.

Palácio Atílio Vivacqua - Construção que abriga a Câmara Municipal, localizado na Av. Marechal Mascarenhas de Morais, também conhecida como Av. Beira Mar.

Porto de Tubarão - Inaugurado em 1966, de propriedade da Companhia VAle do Rio doce, é o maior porto de exportação de minério de ferro do mundo, totalmente automatizado, sendo integrado a um terminal ferroviário.
Localizado na Praia de Camburi e as visitas devem ser marcadas com antecedência.

Porto de Vitória - Construção do ano de 1911, está situado na Baía de Vitória - centro da cidade. É o mais antigo e importante do Estado para exportação de produtos siderúrgicos e grãos.
Em 1925, começou a construção de uma muralha de 130 m de extensão e 3 armazéns, atualmente são 4. Sua construção modificou todo o formato da Ilha de Vitória pois foram feitos muitos aterros.

Ponte Darcy Mendonça / Terceira Ponte - Possui 4 km de extensão e liga Vitória á Vila Velha. Oferece vista panorâmica das Cidades. Fica na Enseada do Suá.

Ponte Florentino Avidos / Cinco Pontes / Ponte do Príncipe - Construída em 1926, em ferro, feita por ingleses, sobre o Canal Sul, que separa a Ilha do Príncipe, do Continente. Liga Vitória à Vilha Velha pelo sul. Toda a sua estrutura foi fabricada na Alemanha.

Solar Monjardim - Construção do século XVIII, é um exemplar da arquitetura rural do sudeste, considerada pelos especialistas como uma das mais bem conservadas do sul e sudeste brasileiro. Abriga um Museu e é cercado por grandes mangueiras.
Fica no Bairro de Jucutuquara.

Prédio da Secretaria de Administração - Construção de 1924 em estilo eclético, para abrigar o Serviço de Melhoramentos Urbanos de Vitória, órgão criado para cuidar dos trabalhos de embelezamento e transformação urbanística da Cidade. Possui fachada, ricamente ornada, com frisos, platibanda decorada, balaústres nas sacadas. Tombado em 1983. Abrigou a Secretaria de Administração de 1972 a 1983. Em 1995, foi restaurado e adaptado para receber o Museu de Artes Plásticas de Vitória.

Teatro Glória - Construção de 1932, em concreto armado, possui, além do teatro, salas comerciais e lojas. O Teatro abre esporádicamente para espetáculos e fica situado na Praça Costa Pereira.

Teatro Carlos Gomes - Construção de 1925, inspirada no Teatro Scala de Milão, em estilo neo-renascentista italiano, apresenta em seu interior lustres de cristais, espelhos bisotados franceses, foiers com piso de mármore e colunas de ferro fundido que sustentam os camarotes e em sua fachada, esculturas que fazem menção às artes e o busto do grande músico brasileiro que dá nome ao teatro. É tombado pelo conselho Estadual de Cultura. Situa-se na Praça Costa Pereira na Cidade Baixa, no centro.

Teatro Carmélia - Uma adaptação de 3 galpões de café que se transformaram em um teatro, um cinema, 3 galerias, um bar e uma biblioteca. Está na Alamêda Novo Império, s/n, no Santo Antônio.

Mercado Capixaba - Inaugurado em 1926, em estilo neoclássico, mantinha um atracador para pequenas embarcações que traziam os produtos frescos, na sua parte posterior pois o mar batia próximo. Funcionou como mercado até 1960. Em 1983, foi tombado pelo Conselho estadual de Cultura. Apresenta 2 pavimentos, o térreo abriga bares, açougues, depósitos e comércio varejista e o superior, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.
Fica na Av. Jerônimo Monteiro.

Casarões da Rua José Marcelino - São construções do período colonial, tombadas pelo Patrimônio Histórico, feitas em pau-a-pique. São geminadas e não possuem afastamento frontal e nem lateral.
estão na rua José Marcelino, 197, 203, 205 - centro.

Escadaria Maria Ortiz - Inaugurada em 1824, é uma homenagem à heroína Maria Ortiz, que se destacou na luta contra os holandeses que tentaram invadir Vitória em 1624. É decorada com balaustrada em concreto e postes em ferro. É o principal elo de ligação entre a parte baixa da Cidade e a parte alta. Fica no centro da Cidade e liga a Praça Oito à Cidade Alta.

Escadaria Djanira Lima - É decorada com balaustrada em concreto e postes em ferro.

Escadaria Bárbara Lindenberg - Construção de 1860, passou por diversas reformas, sendo a última em 1995 quando voltou a sua cor original, rosa e branco. Possui quatro estátuas simbolizando as estações do ano e uma fonte artificial. Conhecida por Escadaria do Palácio, passou a ser chamada Bárbara Monteiro Lindenberg em 1968, numa homenagem à irmã do ex-governador do estado. Liga a Cidade Baixa à sede administrativa do Governo do estado. Em frente ao Palácio Anchieta.

Escadaria São Diogo - Construção de 1642. Liga a praça Costa Pereira à Cidade Alta. É a escadaria mais antiga e é decorada com balaustrada em concreto e postes em ferro.

Escadaria Carlos Messina - Possui canteiro central ajardinado e os corrimãos com desenho geométrico.

Predio da FAFI - Construção da década de 20, em estilo eclético, com sua utilização voltada para o Ensino. Abrigou grupo escolar, colégio estadual e a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, origem de seu nome popular. Não apresenta afastamento frontal, e sua frente está voltada para a Avenida mais movimentada do Centro, na parte baixa. Atualmente abriga a Escola Livre de Arte. Tombado em 1983.

Nova Sede da Assembléia Legislativa do estado - Fica na Enseada do Suá. Construção moderna e luxuosa, revestida com mármore nas cores da bandeira do Estado. Abriga uma galeria de arte com exposições temporárias.

Escola Municipal São vicente de Paulo - Construção do século XIX, feito para ser uma residência, conserva até hoje o seu mobiliário. Está situada na Rua José Marcelino.

Loja Maçônica União e Progresso - Construção do século XIX e também está situada na Rua José Marcelino.

Casarão da Família Cerqueira Lima - Construção do fim do século XIX, atualmente abriga um centro cultural.

Relógio da Praça Oito - Monumento situado na Praça Oito de Setembro. De hora em hora, suas badaladas reproduzem as sete primeiras notas do Hino do espirito Santo.

Chafariz da Capixaba - Monumento construído em 1828, tombado em nível estadual, é o único que restou dos cinco chafarizes que abasteciam a Cidade. Captava águas das nascentes do Morro da Capixaba. Em 1938, foi restaurado e hoje encontra-se em bom estado de conservação. Localiza-se em Barão de Monjardim, no sopé da subida para o Parque da Gruta da Onça.

Praça Costa Pereira - Construção da década de 20, abriga árvores centenárias - Centro

Praça Oito de Setembro - Tradicional palco de manifestações políticas. Abriga um relógio com torre de 16 m de altura.

Praça dos Namorados - Local de lazer com brinquedos, pista de skate, pista de patinação, lanchonete, quadra de esportes, áreas de feiras, área para passeio, chafariz, pista de cooper, campo de futebol de areia e palco para shows. Av. saturnino de Brito, s/n - Praia do Canto, junto ao Iate Club do Espírito Santo.

Praça da ciência - Praça com 7.500 m², é um espaço onde as crianças aprendem como ocorrem vários fenômenos físicos. Abriga brinquedos projetados e patenteados pelo Museu de Astronomia do Rio de Janeiro, bancos, jardins, gramados, ciclovias e calçadão. Fica próximo à Praça dos Desejos, na Praia do Canto e funciona de 3ª feira a domingo de 08:00h às 21:00h

Praça do Papa - Homenagem ao Papa João Paulo II que ali rezou missa em 1989. Fica na Enseada do Suá.

(vitoria-es.com.br)

Culinária

Um dos pratos típicos do litoral do Espírito Santo é a moqueca, feita de peixes, camarão ou outros frutos do mar e que fica ainda mais saboroso se for preparado e servido nas tradicionais panelas de barro - artesanato popular com mais de 300 anos.

Essas panelas, moldadas em argila pelas "paneleiras" capixabas, têm uma coloração preta depois que são queimadas com uma tinta do "Tamino", arbusto de mangue.


Panelas de barro - Paneleiras

Quem passar por Vitória e resolver comprar uma panela de barro deve saber o que fazer antes de usá-la: primeiro, untá-la com duas colheres de sopa de óleo de cozinha, levá-la ao fogo e deixá-la queimar até o óleo acabar. Depois, deixar a panela esfriar e lavá-la.

Ponte Vitória-Vila Velha (terceira ponte)


Para receber atualizações das matérias:
Digite seu e-mail:


FeedBurner
Você receberá um e-mail - é só seguir o link e confirmar.


.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Analytics